SOBRE - Mário Pardo

Go to content

Main menu:

 

SOBRE

 

Mário Pardo: Primeiro Base Jumper Português

Nasceu em Lisboa, a 21 de Outubro de 1960 e desde sempre se sentiu atraído pelo Ar, pelo Espaço. Em miúdo chegou a passar noites a olhar para o céu e a imaginar viagens e aventuras…

Aos 20 anos cumpriu o serviço militar nas tropas para-quedistas, onde se classificou como o melhor instruendo da sua recruta, e o melhor em técnico-tática, sendo premiado por isso pelo CEMFA-Chefe do Estado Maior da Força Aérea.

Algum tempo mais tarde lançou-se na queda-livre. Consegue o título de Campeão Nacional, por três vezes, e representa Portugal em várias competições mundiais.

Formou-se como instrutor de AA (Abertura Automática), instrutor de AFF (Acelerated Free Fall) e instrutor/piloto de saltos Tandem (bi-lugares). Fundou a sua própria escola de para-quedismo, a “Queda Livre” – www.quedalivre.pt  a qual tem uma actividade regular, intensa e crescente até ao presente, e onde partilha com os alunos a sua experiência e paixão pela modalidade.

Não satisfeito, e “dando asas” à sua faceta de pioneiro, atreve-se a ir mais além e torna-se no 1º Base Jumper Português (saltos a partir de objetos estáticos  - Building, Antenna, Span, Earth).


Foi em 2000 que fez as malas e foi ao encontro de Tracy Lee Walker, um americano radicado na Alemanha que se tornou no seu instrutor de BASE e o levou a dar o seu primeiro salto no Monte Brento em plenos Alpes Italianos. Thanks for showing me the way bro, you’re the best.

Completou o ciclo do Base, ao saltar da antena da Rádio Renascença, em Muge (265m, a mais alta da Europa) e é-lhe atribuído o nome de código: BASE742

Em 2004, Mário Pardo dá mais um passo importante na sua carreira e abre a sua empresa de organização de eventos, especificamente dedicada a actividades na área do para-quedismo, a Get High – www.gethigh.pt

Daí para cá e com o apoio da Get High na sua carreira, dedica-se a realizar projetos especiais, tais como o salto da ponte 25 de Abril, a partir do topo de um camião TIR em andamento, o salto da mota no Cabo Girão na ilha da Madeira, o maior cabo da Europa com 580m, entre outros.

Para além de toda a sua actividade como atleta, profissionalmente faz ainda Aconselhamento/psicoterapia (com especialização em comportamentos aditivos), profissão na qual está também empenhado, pelo prazer que lhe dá poder ajudar os outros. É um apaixonado pela vida e por tudo o que faz.

E para o Mário, "o Céu não é o Limite, é o Ponto de Partida".

POWERED BY.

 
Back to content | Back to main menu